Por

19 de fevereiro de 2019

3 min de leitura


As transformações ocorridas decorrentes das tecnologias faz com que empresas se atentem dia após dia a gestão da qualidade em saúde.

Em meio às transformações ocorridas no cenário empresarial atual decorrentes da difusão dos meios de tecnologia e comunicação, da mudança no padrão de comportamento da sociedade e da competitividade das organizações, a incorporação de medidas que mantenham o controle de qualidade em serviços de saúde tornou-se um fator de extrema relevância.

A gestão da qualidade em saúde caracteriza-se por um conjunto de particularidades relacionadas não só aos cuidados globais com a saúde, como também à eficiência do setor administrativo e da organização dos processos de trabalho.

Sabendo da importância do assunto, neste post explicaremos a gestão da qualidade no setor de saúde. Continue a leitura e confira!

A importância da gestão da qualidade em saúde

Em primeiro plano, o modelo de gestão da qualidade tem como objetivo garantir a completa satisfação das necessidades dos clientes relacionadas ao que é oferecido e ao bom funcionamento do setor.

A qualidade dos serviços, produtos e controle da gestão em instituições de saúde é fator essencial para uma administração eficiente. Dessa forma, adotar esse sistema de gestão é uma decisão estratégica que garante níveis satisfatórios na prestação de serviços.

Um dos fatores de relevância dessa técnica é que, por meio dela, as instituições passam a adquirir novas competências e procedimentos, além de desenvolverem ações diferenciadas que buscam melhoria contínua e um diferencial competitivo no mercado.

Como ela funciona

A qualidade em saúde engloba aspectos bastante abrangentes, como educação em saúde, acesso às informações sobre programas de prevenção, rastreamento das doenças, formação profissional, disponibilidade de equipamentos para diagnóstico e recursos terapêuticos disponíveis.

Para garantir excelência na qualidade, as instituições, na maioria das vezes, são submetidas a processos de auditorias, como a acreditação, que fornece as orientações básicas para a implantação de um sistema de gestão que atenda aos requisitos.

As certificações e normas da ONA

A Organização Nacional de Acreditação (ONA) é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos que visa garantir a qualidade de serviços de saúde no Brasil. Seu objetivo é promover um processo constante de avaliação e aprimoramento nos serviços de saúde e, consequentemente, melhorar a qualidade da assistência por meio do estabelecimento de certificações e de normas.

A acreditação e a certificação ISO são os procedimentos mais comuns de avaliação do nível de qualidade da assistência das instituições da área.

Relação com a sustentabilidade

O conceito de gestão da qualidade em saúde, vinculado à sustentabilidade, levou empresas a se transformarem visando ao futuro. Isso porque a proposta incentivou mudanças na gestão que alcançassem a excelência nos processos, associadas à reestruturação e à inovação.

As ferramentas de gestão da qualidade

As ferramentas técnicas de gestão são grandes aliadas como suporte, pois auxiliam na avaliação de processos e implementação de melhorias nas instituições de saúde. Entre as principais, podemos destacar:

  • matriz SWOT — tem como finalidade a identificação de forças e fraquezas e de oportunidades e ameaças;
  • ciclo PDCA — a sigla refere-se às iniciais das palavras plan, do, check e action que, em português, significam planejar, fazer, checar e agir. O ciclo tem por finalidade facilitar os processos, tornando-os mais fáceis e claros;
  • 5W2H — trata-se de um roteiro de monitoramento de processos que direciona a efetividade das ações, indicando o que será feito, por que, onde, quando, por quem, como será feito e quanto custará fazer.

Vale ressaltar que a gestão de fornecedores contribui significativamente para a qualidade no setor saúde, já que é uma área relevante dentro das empresas pela obtenção de produtos e serviços.

Nota-se, portanto, que o controle de qualidade busca alcançar o melhor desempenho da instituição, garantindo atributos aos serviços prestados, como um bom planejamento, a elevação do nível de organização, a minimização dos riscos e a satisfação dos pacientes. Para isso, manter uma gestão de excelência em saúde é de extrema importância.

Agora que você já conhece a importância da gestão de qualidade, que tal saber um pouco mais sobre a gestão de fornecedores?

Powered by Rock Convert

Torne seu negócio mais ágil e otimize seus resultados.

Solicite uma demonstração
English EN Portuguese PT Spanish ES