Cadeia de Suprimentos

Gestão de fornecedores green: como alcançar a redução de CO2 com estratégias administrativas

Voltar | Por Efcaz 15/3/2021

Para alcançar metas de sustentabilidade e alçar sua empresa aos parâmetros de boas práticas é preciso tomar ações focadas em estratégias administrativas.

Atualmente diversas empresas tem como uma de suas preocupações diárias a sustentabilidade, e para isso precisam pensar em estratégias administrativas para realizar suas ações focadas nesta questão. Algumas ações são inesperadas e podem gerar bons resultados apenas pelo viés administrativo. Entenda neste artigo como alcançar a redução de CO2 com estratégias administrativas.

A sustentabilidade é palavras-chave do momento para o mercado. Ela é associada aos cuidados com o meio ambiente e também com os escopos econômicos e sociais. É uma visão do todo, que reverbera na crescente preocupação com mudanças climáticas e em diversas frentes da vida individual, coletiva e profissional.

A gestão de fornecedores é um dos aspectos mais importantes para garantir o comprometimento com a sustentabilidade. Confira nossas reflexões abaixo sobre algumas estratégias administrativas.

Sustentabilidade combina com mercado?

A velha ideia de que sustentabilidade, lucro e economia não podem andar juntos já não tem mais espaço no mercado, porque a própria sociedade e a mentalidade das pessoas mudou.

Na verdade, a adoção de práticas sustentáveis por empresas é cada vez maior, porque são boas para elas, para os clientes e para as comunidades relacionadas às suas cadeias produtivas. Além, é claro, de lucrativas, já que as cadeias produtivas sustentáveis costumam ser mais eficientes e inovadoras.

Planeta saudável e porque CO2?

A principal ideia da sustentabilidade é que as necessidades do momento sejam satisfeitas sem que o planeta e as gerações futuras sejam comprometidas. Para isso, é preciso criar estratégias que respeitem o ambiente e os recursos naturais. Inclusive, essas medidas costumam apresentar tendência de melhora do desenvolvimento social e cultural dos contextos envolvidos com as empresas.

Um dos principais pilares da sustentabilidade é a preocupação com a redução de emissão desse gás. Ele é liberado pelo desmatamento, mas também pela queima de combustíveis fósseis (petróleo e carvão, por exemplo), utilizados na produção de energia e para o funcionamento dos transportes.

Ou seja, estamos liberando CO2 desde a Revolução Industrial que data do século XVIII, de modo que ele é um dos principais responsáveis pelo efeito estufa, ligado diretamente com o aumento de temperatura drástica do planeta nos últimos anos, provocando o que conhecemos como aquecimento global.

Algumas medidas muito simples como a eliminação de copos plásticos e a adoção de documentos digitalizados já fazem toda a diferença, mas vamos mais afundo nas sugestões administrativas de redução de C02 para a gestão de fornecedores.

Escolha os fornecedores green como estratégia administrativa

A decisão administrativa mais básica é a escolha de fornecedores green. Analise bem as opções e escolha aquela que for mais sustentável. Verifique se a proposta fica só na aparência ou se o fornecedor tem, de fato, uma prática sustentável.

Se você, por exemplo, precisa de alguma matéria-prima que que envolve materiais tóxicos ou produção de resíduos, certifique-se de que a opção de fornecedor apresenta medidas sociais robustas de redução dos impactos, segue adequadamente as regras de mitigação, tem uma proposta de gestão dos riscos e destina adequadamente os resíduos.

Todas essas disposições a respeito da importância de boas práticas ambientais devem estar estabelecidas em contrato e seguindo as exigências fiscais dos órgãos fiscalizadores do nicho em que sua empresa atua. No entanto, se você realmente quer fazer a diferença, experimente criar definições mais rígidas e estabelecer critérios que obriguem fornecedores a melhorarem práticas como reciclagem ou descarte de material.

Conheça sua cadeia produtiva

Plataformas integradas para gestão de fornecedores tem se mostrado especialmente eficientes para ajudar na gestão das empresas fornecedoras e oferecendo insights incríveis a respeito das capilaridades de empresas fornecedoras. Esse tipo de visão em 360º da cadeia pode ajudar a tomada de decisões mais sustentáveis.

Essa observação é importante porque não basta garantir que a sua empresa siga com firmeza as diretrizes, mas também é preciso saber bem quem são os seus fornecedores, se eles estão em compliance com a sua empresa.

Esse tipo de conhecimento é importante, inclusive, para a gerir a reputação da sua empresa e do produto que ela coloca no mercado. Se você lançar um produto segundo a afirmação de que trata-se de uma operação sustentável e ficar claro que seus fornecedores não seguem práticas coerentes, é possível sofrer com publicações e possíveis escândalos em relação à sua empresa.

Outro ponto é que uma visão total de toda a cadeia de suprimentos da sua empresa permite tomar melhores decisões logísticas de transporte, seja na distribuição do produto, seja no recebimento de matéria-prima e demais recursos que você utiliza na produção. É importante destacar que a gestão de logística pode ser responsável por grandes mudanças em termos de redução de CO2. Algumas empresas já adotam veículos elétricos para transportes e até mesmo bicicletas para entregas.

Verifique as documentações dos fornecedores quanto às práticas sustentáveis e faça uma boa gestão de contratos

Uma das coisas mais importantes para administrar os fornecedores é que todos os pontos listados anteriormente sejam amparados por documentação. Então, primeiro tenha certeza da formalidade legal do seu fornecedor. Depois, verifique se ele está com a documentação de licença ambiental em dia, mas não se baseie apenas nisso.

Logo na homologação de fornecedores, aprofunde seu conhecimento e também tenha certeza que as leis trabalhistas são cumpridas, que a gestão de riscos, mitigação, programas de redução e minimização de impactos sociais sejam comprovados. A checagem adequada dessas características pode diminuir, em muito, as consequências negativas e de imagem para o negócio, evitando dor de cabeça e até mesmo custos adicionais para solucionar os problemas.

Como a sustentabilidade não se reduz ao ambiente, mas também abarca o comprometimento social, também vale à pena analisar como o fornecedor atua nesse campo, por exemplo com iniciativas de inclusão e diminuição da desigualdade social.

Com as documentações em ordem, você pode inserir no próprio contrato com o seu fornecedor o que ele promete em termos de práticas sustentáveis e garantir a compliance do negócio.

E claro, no processo de verificação da documentação e gestão de documentos e contratos opte por utilizar sistemas digitais que além de reduzirem desperdício e o consumo de papel, vão simplificar e otimizar a produtividade e rentabilidade da empresa, tornando a efetivação do negócio mais transparente.

Economia e reciclagem no escritório

Com a pandemia, o home office torna-se realidade para muitas empresas o que em si já diminuiu consideravelmente a o níveis de CO2 jogados na atmosfera todos os dias. No entanto, com o retorno ao escritório, é um bom momento para rever algumas práticas corporativas e adotar novas soluções como a digitalização de documentos e processos. Confira algumas práticas sustentáveis para escritórios.

Com essas estratégias administrativas, é possível alcançar um negócio mais sustentável e auxiliar com essas ações um bem maior para planeta.

Compartilhe:

A solução ideal para otimizar sua Gestão de Fornecedores e Contratos.

Comece sua inovação agora mesmo

Confira nossas redes sociais:


English EN Portuguese PT Spanish ES