fbpx

Cadeia de Suprimentos

Responsabilidade Socioambiental nas Empresas e a implicação na Seleção de Fornecedores

Voltar | Por Efcaz 10/6/2024

Descubra como a Responsabilidade Socioambiental nas empresas está ligada diretamente a Seleção de Fornecedores.

Responsabilidade Socioambiental nas Empresas e a seleção de fornecedores é uma etapa crítica na operação de qualquer negócio. A qualidade e a confiabilidade desses parceiros afeta diretamente na cadeia de fornecedores, na satisfação do cliente e na cooperação e integridade de uma organização.  

Assim, a importância dos fornecedores não se limita apenas à entrega rápida de produtos ou serviços. Eles desempenham um papel vital na construção de práticas comerciais sustentáveis, alinhadas com princípios ESG e na gestão de riscos.  

Neste artigo, falaremos sobre a integração da Responsabilidade Socioambiental nas empresas e critérios socioambientais na seleção de fornecedores, além da importância desses fornecedores para a competitividade no mercado.  

O que são fornecedores sustentáveis? 

Os fornecedores sustentáveis, também conhecidos como fornecedores responsáveis ou éticos, são empresas ou indivíduos que integram considerações ou soluções socioambientais em suas operações, processos e ao longo de toda a cadeia de suprimentos.  

Assim, a principal característica destes fornecedores é que eles se esforçam ao máximo para minimizar o impacto negativo no meio ambiente, além de promover boas condições de trabalho e operar de maneira transparente, tornando as relações comerciais muito mais competitivas.  

Estes fornecedores aplicam geralmente o ESG na prática, a partir de ações focadas na conservação de recursos naturais, como: 

  • Redução de emissões de carbono,  
  • Minimização de resíduos, 
  • O uso eficiente de energia e outros.  

Além disso, eles mantêm padrões éticos em suas operações, tratando os funcionários de maneira justa, respeitando os direitos humanos e contribuindo para o desenvolvimento social nas comunidades onde atuam.  

Fornecedores sustentáveis desempenham um papel crucial ao monitorar suas atividades com práticas de responsabilidade socioambiental, estando comprometidos com ações que abrangem vários pontos importantes: 

  • Campanhas de conscientização,  
  • Redesenho de embalagens,  
  • Modernização de frotas, 
  • Otimização logística, e mais! 

Em sua essência, os fornecedores têm a importante missão de preservar o meio ambiente, enquanto também atuam como agentes de mudança, incentivando outras empresas e colegas de profissão a adotarem práticas de sustentabilidade.  

Por que estes fornecedores são importantes? 

Existem vários pontos que merecem destaque quando falamos de fornecedores sustentáveis. Em primeiro lugar, estabelecer parcerias com fornecedores comprometidos com a sustentabilidade representa uma forma de contribuir para um mundo mais inclusivo, mesmo que indiretamente. 

Além disso, a sustentabilidade aplicada por esses fornecedores atua como um estímulo para a sua organização seguir em direção a um ambiente menos poluente que sofra menos os impactos da exploração de matéria-prima e recursos naturais.   Assim, este movimento não apenas ajuda na prevenção da perda de competitividade, mas também fortalece a confiança da marca por meio de parcerias saudáveis e alinhadas com valores sustentáveis.  

E por falar em valores, que está diretamente relacionado com os princípios do ESG, é importante destacar que estes fornecedores também focam na gestão de riscos climáticos, que dizem respeito ao meio ambiente e à comunidade local.  

Riscos de não contar com fornecedores sustentáveis 

Prejuízo à competitividade  

Se você acredita que incorporar a sustentabilidade nos negócios é um custo muito alto, é importante compreender os prejuízos que ela traz, em especial, à competitividade no mercado.  De acordo com a pesquisa da Opinion Box, cerca de 58% das pessoas não comprariam de empresas envolvidas com trabalho escravo e outras dinâmicas que ferem os direitos humanos e condições mínimas de trabalho.  

Além disso, a mesma pesquisa indica que 55% dos consumidores têm preferências por empresas ou marcas que se preocupam com o meio ambiente, mostrando que existe uma tendência de consumo voltada para a busca de produtos mais naturais e sustentáveis.  

Aqui, é possível perceber que a sustentabilidade é parte integrante da dinâmica de mercado e da competição internacional. Enquanto as empresas que adotam a sustentabilidade ganham espaço no mercado, aquelas que negligenciam podem perder espaço e autoridade no mercado, o que causa prejuízos inegáveis.  

Impacto na reputação  

Outro risco que uma empresa pode enfrentar, caso não leve em consideração a sustentabilidade nas suas relações com fornecedores, é o impacto na sua negociação.  Um dos maiores exemplos que podemos citar aqui é o caso que aconteceu com uma das maiores construtoras brasileiras, que estava envolvida em casos e acusações de exploração do trabalho, fazendo com que ela fosse incluída na “lista suja” do Ministério do Trabalho.  

Após a inclusão, as ações da empresa despencaram, apresentando uma queda de cerca de 4.17% na Bolsa de Valores, demonstrando que a sustentabilidade também influencia na imagem e nos ganhos da empresa.  Nestes casos, fornecedores sustentáveis que possuem critérios humanos e ligados às melhores práticas são mais valorizados pelos clientes, fortalecendo a sua marca, e consequentemente, o seu valor de mercado.  

Sanções e punições na esfera administrativa  

Indo além das perdas financeiras e de reputação e confiabilidade, uma empresa que não se importa com a sustentabilidade pode sofrer sanções e punições administrativas, e um dos maiores exemplos é a Lei de Crimes Ambientais.  

A Lei nº 9.605/98 foi criada para tratar, a nível administrativo, das irregularidades ambientais, apurando-as sem necessariamente recorrer ao Poder Judiciário.  Neste caso, os crimes descritos na lei, são apurados e investigados, tanto ao nível de empresa contratante quanto fornecedor: 

  • Crimes contra fauna e flora,  
  • Poluição,  
  • Crimes de ordenamento urbano, 
  • Delitos contra a administração ambiental. 

Além das ações administrativas e advertências, a lei também prevê multas de até R$ 50 milhões, incluindo a suspensão parcial ou total das atividades.  

Perda de certificações  

Imagine que um de seus fornecedores apresente problemas ou irregularidades na produção de matérias-primas que você adquire regularmente. Você sabia que a sua empresa pode ser responsabilizada por danos, prejuízos ou infrações decorrentes da celebração do contrato com esse fornecedor?  

Por isso, é fundamental não apenas optar por fornecedores comprometidos com a sustentabilidade, mas também garantir que eles operem considerando o meio ambiente.  

Certificações ambientais, por exemplo, podem ser uma garantia que você não apenas pode, mas deve solicitar durante o processo de homologação e na qualificação de fornecedores, evitando erros e fraudes.  Uma boa forma de conseguir esse feito é por meio do uso de softwares de automação e planilhas para avaliação de fornecedores. Para saber mais sobre as planilhas e obter vantagem competitiva, entre em contato conosco.  

Compartilhe:

A solução ideal para otimizar sua Gestão de Fornecedores

Comece sua inovação agora mesmo

Confira nossas redes sociais: