Gestão de Fornecedores

As cinco principais funções da ferramenta SRM na Gestão das Organizações de saúde

Voltar | Por Efcaz 7/2/2022

Você já ouviu falar da ferramenta SRM? Neste artigo separamos para você as cinco principais funções da ferramenta SRM e como elas beneficiam a gestão das organizações de saúde.

A gestão eficiente da rede fornecedores através de uma ferramenta SRM é um dos fatores determinantes para garantir a qualidade do oferecimento dos serviços de saúde.

A atualização e adesão a soluções inteligentes é um dos maiores diferenciais nesse contexto. O SRM, ou Supplier Relationship Management, é a ferramenta que atua na administração do relacionamento com a rede de fornecedores. A sua principal característica é a automatização e a otimização dos processos, o que garante um nível de precisão e de eficiência de gestão incomparáveis aos manuais.

No campo da saúde essa eficiência é uma necessidade e, cada vez mais, um fator determinante para a manutenção das organizações em um nicho de mercado altamente competitivo. Afinal, o atendimento dos pacientes depende do fornecimento de um leque muito variado de produtos e serviços específicos que não podem faltar. De Algodão, passando pelas seringas até equipamentos, a rede de fornecedores é essencial para estruturar as ações de cuidado.

Vamos entender melhor como as funcionalidades de uma ferramenta SRM otimizam os fluxos de trabalho das organizações de saúde e geram experiências mais satisfatórias para os clientes.

1. Painel de Gerenciamento da ferramenta SRM

Uma das funcionalidades da ferramenta SRM é o painel de gerenciamento, onde é possível consultar informações sobre cada um deles.

O principal ganho desse painel é uma visão panorâmica, em 360 graus, de toda a cadeia de fornecimento. Essa visão ampla da cadeia ajuda a traçar um diagnóstico geral da situação de fornecimento e, com isso, estabelecer estratégias mais eficazes ou detectar falhas rapidamente.

2. Consulta integrada e automatizada

Imagine ter que consultar os dados de cada um dos seus fornecedores manualmente. Não só a prejuízo de produtividade por causa do tempo gasto, mas inúmeros riscos de deixar passar informações importantes que podem reverberar negativamente no relacionamento com o fornecedor a longo prazo.

Outra função de ouro da ferramenta SRM é a automatização da consulta dos dados públicos dos fornecedores, que é potencializada pela integração da ferramenta com bancos de dados de órgãos públicos.

3. Qualificação e Homologação

A qualificação e homologação envolvem a verificação dos dados e capacidade do fornecedor de garantir o cumprimento dos requisitos desejados. Toda essa documentação pode ser facilmente acessada através do painel de gerenciando. Além disso, o fornecedor também pode compartilhar com o comprador documentos e informações privadas que ajudem na avaliação.

Vale ressaltar que essa fase é crucial para as organizações de saúde, porque são as qualificações que determinam, por exemplo, a capacidade do fornecedor fazer as entregas no prazo, garantindo um bom fluxo de trabalhos e a satisfação final dos clientes.

4. Banco de dados e acessibilidade

O SRM cria um banco de dados, centralizando todos os documentos e cuja forma de armazenamento mais comum e segura é a nuvem. Assim, o acesso e busca são amplamente facilitados.

5. Monitoramento

O monitoramento é uma tarefa à parte, que exige checagens constantes. Os certificados dos fornecedores homologados, por exemplo, possuem prazos de validade que precisam de atualizações. Com a gestão manual é impossível ter o nível de precisão e acompanhamento necessários para mantê-los em dia.

A ferramenta SRM automatiza esse monitoramento através de notificações e alertas que informam a necessidade de renovação e expiração dos documentos. Isso tanto contribui para que os fornecedores mantenham sua vida documental em dia quanto elimina imprevistos e tempo gasto para solucionar as pendências na rotina.

Mas como as funções de uma ferramenta SRM otimizam sua organização de saúde?

Diagnóstico de eficiência

Além da automatização aumentar a eficiência e a produtividade, as funcionalidades de painel de controle e de banco de dados centralizam os documentos e proporcionam uma visão panorâmica.

Essas características concedem um conhecimento mais amplo dos processos, que permite identificar erros, problemas de integração e traçar um diagnóstico de eficiência. Isso sem contar que a ferramenta também disponibiliza os indicativos de performance, tornando o diagnóstico ainda mais preciso e fácil.

Decisões e estratégias otimizadas

Com um diagnóstico baseado em dados concretos, os gestores das organizações de saúde conseguem traçar estratégias que melhoram a competitividade e tomar decisões embasadas.

Redução de Custos

A digitalização já reduz significamente os custos com documentos, tanto na sua elaboração quanto no seu armazenamento. Mas, certamente, a redução de custos também é expressiva pela diminuição de erros e dos prejuízos deles decorrentes.

Aprimoramento da compliance

Sabemos que a compliance é um dos pontos chave na relação com os fornecedores e uma demanda crescente do mercado global.

O SRM possibilita o monitoramento e ajuda a garanti-la tendo em vista os parâmetros e diretrizes estabelecidos pela empresa.

Melhora da comunicação com os fornecedores

Como o SRM evita surpresas desagradáveis através de lembretes e notificações, como, por exemplo, em relação aos prazos ou à validade dos certificados, a comunicação entre as organizações de saúde e os fornecedores fica mais fluida e eficaz, de modo que contribui para a consolidação de relações de parcerias, tornando a rede de fornecimento mais robusta e, assim, menos sujeita a falhas.

Agora que você já conhece as funcionalidades e vantagens dessa ferramenta é hora de analisar a implementação do SRM na sua organização de saúde e colocar sua organização de uma vez por todas na era da transformação digital.

Aderir às soluções digitais se tornou praticamente uma condição para se manter competitivo no atual mercado global. Além disso, o SRM é bastante rentável mesmo a curto prazo. Vale dizer que quando integrado com outras plataformas digitais, como é o caso das ferramentas CLM (Contract Lifecycle Management), que gerencia todo o ciclo de vida do contrato, a eficiência é ainda maior. Afinal, transformação digital e integração de informação caminham lado a lado.

Quer saber mais? Aqui você também pode checar os benefícios da gestão de contratos para a área da saúde e muito mais.

Entre em contato com nossa equipe e conheça as possibilidades SRM para sua organização crescer e se manter atualizada no mercado.

Compartilhe:

A solução ideal para otimizar sua Gestão de Fornecedores e Contratos.

Comece sua inovação agora mesmo

Confira nossas redes sociais:


English EN Portuguese PT Spanish ES