Gestão de Fornecedores

Gestão de fornecedores pós-coronavírus: o que é possível prever

Voltar | Por Efcaz 17/4/2020

A crise do Coronavírus está impactando as cadeias de fornecimento no mundo todo. Descubra como será a gestão de fornecedores pós-coronavírus.

Empresas buscam compreender como prosseguir com o abastecimento e ultrapassar os desafios causados pela quarentena. Neste artigo você entende o que é possível prever para uma gestão de fornecedores pós-coronavírus. 

Segundo a Harvard Business Review, publicação da importante escola de negócios de Harvard, a crise do coronavírus pode se tornar um ponto de virada para a forma como as empresas lidam com a cadeia de fornecimento. Chegam a dizer que esse momento é um chamado, para que os gestores “acordem” para os problemas envolvidos nessa área essencial da gestão empresarial. 

Essa é uma afirmação e tanto em um momento no qual países sofrem com crises de abastecimento e empresas de todos os tipos correm contra o tempo para adaptar e ajustar as suas operações às mudanças de demandas.  Enquanto isso, empresas chinesas utilizam sistemas de previsão capazes de criar planejamentos alternativos para mudanças dramáticas de padrões de consumo. 

É claro que a crise do Coronavírus é um acontecimento sem precedentes e nenhuma empresa seria capaz de evitar totalmente os efeitos da pandemia em sua operação. No entanto, àquelas que concentram um esforço especial no mapeamento das cadeias de fornecimento estão um passo à frente na gestão da disrupção que o Covid-19 está causando. 

Conheça abaixo algumas tendências da gestão de fornecedores para um mundo pós-coronavírus. 

1 – Aumento dos esforços para que a rede de fornecedores seja completamente mapeada

Quanto maior a empresa, mas complicado é o trabalho de mapear completamente a rede de fornecedores. Especialmente porque isso significa não apenas conhecer os procedimentos internos das empresas parceiras, mas entender quem são e como agem os fornecedores de seus fornecedores. 

A ideia é realmente criar um mapa, o mais completo possível, que demonstra toda a cadeia de fornecimento. 

É por isso que algumas empresas que estão liderando a modernização da gestão de fornecedores incluem nos contratos inicias uma cláusula incitando que a empresa contratada contribuia com os esforços de mapeamento anuais. 

Ou seja, uma empresa parceira precisa garantir o compromisso de que também irá mapear seus próprios fornecedores. Os dados devem ser de uso conjunto e incluírem questões fiscais, práticas e legais envolvidas em todos os estágios da transação. 

Uma empresa que tem nas mão um mapeamento completo da rede de fornecedores é capaz de prever os impactos de uma pandemia muito antes. É possível observar o efeito dominó gerado pelos efeitos da disrupção de uma empresa na outra, até chegar na sua. 

Da mesma forma, um mapa de fornecimento será a peça ideal para planejar soluções para a crise, quando reuniões estratégicas acontecerem. 

É claro que mapear toda a rede de fornecimento é uma ação de longo prazo. Para botá-la em prática podem ser necessários meses e a renovação das práticas empresariais da sua empresa e também dos(as) fornecedores(as). 

No entanto, com a ajuda da tecnologia, a gestão, organização e análises dos dados dessas redes podem ser compiladas de maneira ágil e automatizada. 

Previsões e simulações podem ser criadas para que rotas alternativas sejam postas em prática. 

Algumas das opções de ação em um momento de pandemia:

  • Busca por fornecedores locais e alternativos
  • Parcerias com fornecedores para soluções emergenciais
  • Acompanhamento da mudança das demandas por análises de dados
  • Monitoramento das rotas de transportes
  • Evitar desperdícios, produzir mais com menos recursos

Essas são apenas algumas das ações que podem fazer parte de qualquer planejamento de fornecimento no futuro e que podem ajudar a sua empresa agora.

2 –  A possibilidade de um evento disruptivo fará parte das métricas da empresa e de sua gestão de riscos

Quando a crise do Coronavírus terminar, segundo a análise da Harvard Business Review, haverão dois tipos de empresas. Uma delas irá considerar que é possível voltar tudo ao normal, como se um evento desse porte nunca mais fosse ocorrer. O segundo tipo será composto pelas empresas que irão criar planejamentos e incluir grandes disrupções em sua gestão de riscos. 

Isso significa que as empresas que sobreviverem à crise deverão aprender algumas lições importantes e investir em ações como o mapeamento da cadeia de fornecimento. 

Além disso, a forma como empresas operam suas logísticas pode alterar enormemente, com a valorização de parcerias digitais e com ênfase no cadastramento prévio de fornecedores de matérias primas e materiais. A cadeia de fornecimento será multisituada. 

3 – O papel da tecnologia na gestão de fornecedores irá crescer ainda mais

Um dos maiores efeitos da pandemia de coronavírus tem sido demonstrar como a presença da tecnologia cresceu e transformou a forma como vivemos e trabalhamos. 

Se a tendência para o trabalho home-office já era grande, nos próximos anos ela promete transformar-se em um novo normal para muitos nichos diferentes. 

É claro que quando o assunto é cadeia de fornecedores, no entanto, os fatores físicos tomam a dianteira. Estamos falando de produtos, matérias primas, transportes e manufatura. 

Porém, é justamente na gestão de todos esses fatores e, inclusive, na busca de um mapeamento completo da cadeia de fornecimento, que a tecnologia promete brilhar. 

Com a solução para gestão de fornecedores da EFCAZ, por exemplo, você pode aplicar a transformação digital para modernizar a operação, tornando mais rápida e dimensionada, e assim obter insights preciosos ações que podem salvar a sua empresa.. 

Com nosso sistema SRM integrado, todos os fornecedores ficam cadastrados em um banco de dados com uso intuitivo, contando com histórico de relacionamento e documentos importantes de fácil acesso. 

Assim, fica muito mais fácil criar uma visão total da rede de fornecimentos de sua empresa. Inclusive, nosso sistema é capaz de checar automaticamente a situação fiscal de seus fornecedores com órgãos de controle governamentais. 

Se for preciso fechar um novo contrato em tempos de quarentena, opte pela gestão de contratos CLM, amparada por um sistema de assinatura digital. Deste modo uma nova parceria pode ser fechada em uma videoconferência sem problemas e de maneira segura. 

Agora é o momento ideal para preparar-se para um futuro. Descubra a EFCAZ conversando com um de nossos consultores!

Compartilhe:

A solução ideal para otimizar sua Gestão de Fornecedores e Contratos.

Comece sua inovação agora mesmo

Confira nossas redes sociais:


English EN Portuguese PT Spanish ES