Cadeia de Suprimentos

Quais pontos da gestão de suprimentos não devem ser esquecidos?

Voltar | Por Efcaz 5/6/2019

A gestão de suprimentos tornou-se vital para qualquer empresa, uma vez que auxiliam na agilidade de tarefas, economia de tempo, dentre outros benefícios.

A gestão de suprimentos permite ganhos importantes para qualquer negócio, mas essa não é uma tarefa mecânica, que depende apenas de procedimentos técnicos de logística, armazenamento e controle. Para ser eficiente, ela requer atenção a todo o processo.

No entanto, em razão da rotina atribulada da vida moderna, alguns aspectos costumam passar despercebidos. Afinal, os profissionais de compras precisam resolver problemas práticos e imediatos, como um produto que não chegou no prazo, ou uma troca urgente de um item com defeito.

Mas em algum momento precisamos observar o que podemos fazer para melhorar e prevenir, pois evitar erros sai muito mais barato que corrigi-los e evita estresse desnecessário.

Então, vamos logo analisar alguns os pontos-chave da gestão de suprimentos. Será que você está esquecendo de algum? Confira!

Eliminar processos manuais

A realidade à nossa volta está em um processo veloz de mudança. O tempo todo somos surpreendidos com novas possibilidades de otimização dos mais diversos processos. Logo teremos maior viabilidade de adoção de tecnologias de inteligência artificial, sensores de localização, de transporte e assim por diante.

Mas independentemente da expectativa de cada um de nós em relação a esse processo, o fato é que o prejuízo por trabalhar com recursos manuais é cada vez mais significativo. Se antigamente o investimento em tecnologia era uma opção a ser estudada, que poderia ou não oferecer retorno satisfatório, atualmente qualquer atividade manual é um foco de prejuízo.

Não apenas porque a tecnologia ficou mais acessível, mas em razão do seu alto nível de eficiência. Ao automatizar processos padronizados e mecânicos, ela permite um foco mais estratégico da equipe, agiliza processos, diminui custos, melhora o serviço e aumenta a segurança. Abrir mão desses benefícios é admitir prejuízos.

Além disso, é preciso se estruturar para o futuro que se aproxima. A adoção da tecnologia por si só não é uma solução. É preciso que as pessoas mudem, se capacitem, aprendam, ensinem, se aprimorem e se adaptem. Por isso, esse processo é gradual, o que aumenta a urgência de “iniciar a caminhada”.

Fortalecer o relacionamento com fornecedores

O relacionamento com os fornecedores é tão importante quanto o com os clientes. Por meio de uma boa gestão de relacionamento sua empresa poderá estabelecer e fortalecer uma parceria real.

Um dos aspectos mais determinantes nessa relação é o estabelecimento de políticas vantajosas para todos os envolvidos. Isso não significa que a pressão por preços seja eliminada, por exemplo, mas que ambos assumam que a diminuição de custos é benéfica para todos, pois aumenta o volume de negócios.

Ao mesmo tempo, existem diversos detalhes que precisam ser avaliados e podem ser aprimorados. Por isso, o relacionamento satisfatório com os fornecedores implica no monitoramento constante de desempenho e na troca de informações.

Estabeleça canais eficientes de comunicação e trabalhe para que ela seja estimulada. Quanto maior for essa troca, mais satisfatório será o resultado.

Integrar as áreas da cadeia de suprimentos

Qualquer processo produtivo pode envolver pessoas e empresas de diversas partes do mundo, com diferentes culturas, objetivos e expectativas. É incrível notar como o nosso modelo econômico permite e estimula esse envolvimento diverso e complexo em torno de um propósito comum.

Mesmo que você não produza algo de grande complexidade, o que o consumidor final recebe é resultado de uma série de etapas, em várias empresas. Por isso, quanto mais alinhados esses estágios e os seus processos, maiores as chances e condições de entregar uma solução de valor para o cliente, que é o que garante a competitividade do seu negócio.

É por isso que a integração é tão importante na gestão de suprimentos, mas ela ainda é negligenciada em muitos casos. No entanto, como já mencionamos, a tecnologia oferece excelentes oportunidades para resolver esse problema.

De soluções de autocadastramento de fornecedores, gestão digitalizada de contratos e várias alternativas de compartilhamento de dados e informações, são muitas as possibilidades de integração para o seu negócio.

Otimizar a logística

A agilidade dos processos e boa parte dos custos dependem de uma logística estruturada e funcional. Determine indicadores confiáveis e monitore a distribuição de modo a encontrar onde estão os gargalos que acarretam problemas mais significativos e atue para eliminá-los.

Contudo, tenha em mente que essa deve ser uma tarefa periódica. Não basta avaliar o setor uma única vez e esperar que ele funcione como um relógio. O aprimoramento deve ser constante, pois ele é gradual e porque o mercado muda o tempo todo.

Planejar a gestão de suprimentos

Com base em tudo o que abordamos até esta parte do texto, é fácil perceber como a complexidade da gestão de suprimentos exige um bom planejamento. É impossível pensar que todos esses pontos possam ser considerados sem um plano prévio.

Por exemplo, sem um bom método de previsão de demanda, um dos aspectos principais de um planejamento, não há como desenvolver um bom controle e garantir imprevistos na gestão de suprimentos.

A previsão ajuda seus fornecedores a se estruturarem de forma adequada para atender a sua empresa, o que pode ser difícil de conseguir em um curto prazo de tempo.

Além disso, a gestão de suprimentos sofre diversas influências. Muitas dessas variáveis não estão sob o controle da empresa, mas precisam ser monitoradas. Fatores econômicos, climáticos, mercantis e sociais, por exemplo, impactam de algum modo a sua atividade.

Muitas empresas observam as variáveis de influência de modo sistemático e eficiente. No entanto, são poucas as que consideram os seus efeitos em toda a cadeia de suprimentos. Mas não importa em que ponto desse processo uma nova regulação governamental e uma mudança de mercado ou de hábito de consumo ocorra: o efeito tende a se dar em cascata.

Por fim, considere o impacto do planejamento e de cada um dos outros pontos que listamos da gestão de suprimentos na lucratividade do negócio. Contudo, não se limite a economias mais elementares, como evitar perdas por desvios ou danos a mercadorias, o alinhamento dos processos entre os membros da cadeia otimiza o processo ao máximo, com ótimos ganhos.

Agora que concluímos, compartilhe este post com a sua rede de contatos nas redes sociais. Esse é um ótimo tema para interagir!

Compartilhe:

A solução ideal para otimizar sua Gestão de Fornecedores e Contratos.

Comece sua inovação agora mesmo

Confira nossas redes sociais:


English EN Portuguese PT Spanish ES