Por

11 de julho de 2018

4 min de leitura


Constituir uma rede homologada de fornecedores é uma forma de valorizar o empreendimento. Afinal, com um bom processo de homologação a empresa evita imprevistos, garante prazos, assegura a qualidade e, em situações extremas, até impede golpes e ações de má-fé. Portanto, trata-se de um importante recurso de proteção.

Por isso, quando uma organização conta com uma rede confiável de parceiros, ela tem mais facilidade de alcançar sua excelência operacional. A possibilidade de chegar a um patamar elevado é um bom motivo para dar atenção ao tema. Então, continue a leitura e confira os detalhes que você precisa saber.

O que é rede homologada de fornecedores?

A homologação é uma etapa anterior à qualificação. Ou seja, é o processo pelo qual a empresa avalia potenciais fornecedores segundo critérios preestabelecidos, como:

  • situação financeira;
  • regularidade fiscal;
  • qualificações técnicas;
  • antecedentes;
  • habilitação jurídica;
  • certificações.

Posteriormente, a empresa pode proceder com a qualificação, que envolve avaliar a qualidade do serviço prestado considerando a pontualidade, o preço, o apoio e demais detalhes relativos à relação de compra e venda com cada fornecedor.

Dito isso, fica nítido que a importância da homologação está em garantir que cada proponente a fornecedor possua as condições exigidas para fazer parte da rede e, portanto, esteja habilitado a ofertar seus produtos e serviços sem trazer riscos para o negócio.

Quais as vantagens de uma rede de fornecedores homologada?

Variedade de opções de compra

O primeiro ponto a considerar é que, quando uma empresa é muito dependente de alguns poucos fornecedores, ela perde poder de negociação e diminui a sua variedade de opções em termos de produtos e prazos.

Quando isso ocorre ela pode buscar novos fornecedores. Porém, quando faz isso sem uma análise prévia, está aumentando os riscos, pois os prazos de compra e entrega normalmente são curtos e inviabilizam um exame mais criterioso nesses casos.

A formação de uma rede de fornecedores previamente homologada elimina esse problema. Se for bem elaborada e contemplar a quantidade ideal de fornecedores para cada demanda de compra, eles estarão disponíveis quando necessário e mais interessados em estabelecer uma relação de reciprocidade.

Redução de custos

Com a quantidade ideal de fornecedores para negociar, é mais provável que você consiga bons preços. Além disso, há significativa redução de custos em decorrência da melhora de vários aspectos da sua operação.

Fornecedores têm participação direta na eficiência. Quando eles entendem o seu negócio e são eficientes na execução de suas atividades, são capazes de otimizar inúmeros detalhes que, direta ou indiretamente, impactam nos custos.

Essa melhora de desempenho também evita imprevistos e desperdícios. Ou seja, a medida reduz custos em todos os detalhes que costumam impactar nos gastos.

Alinhamento estratégico

Mas talvez o maior ganho de uma rede homologada esteja no alinhamento estratégico. É mais difícil mensurar os resultados nesse campo, uma vez que se apresentam como uma melhora geral e, em razão disso, fica mais complexo identificar o quanto desse aprimoramento foi ocasionado pelos fornecedores e o quanto é devido a outras iniciativas.

Um parceiro pronto para ajudar o seu negócio a alcançar seus objetivos contribui para a melhora da competitividade, que aumenta as vendas e, em consequência, o volume dos pedidos que você faz para seus fornecedores. É um jogo em que todos saem ganhando.

Até mesmo o cliente pode contar com um melhor atendimento, uma vez que há uma rede concentrada nos objetivos estratégicos que visam proporcionar uma melhor experiência de compra.

A homologação aproxima a sua empresa dos melhores fornecedores, que são justamente os que possuem essa visão contributiva como parte da cultura organizacional.

Monitoramento da qualidade

Depois de todas essas considerações, deve estar claro para você que a melhora da qualidade é uma consequência natural. Contudo, fizemos questão de criar este tópico para destacar que estamos falando de um esforço conjunto pelas boas práticas.

Se no tópico anterior mencionamos o alinhamento estratégico, agora estamos nos referindo ao alinhamento operacional. Ele é fundamental nas empresas modernas porque permite que elas foquem no que realmente importa: a competitividade.

Quando a parte operacional funciona bem e a qualidade tem um padrão elevado, a equipe dedica menos tempo aos problemas e assume uma postura mais estratégica.

Diminuição do imobilizado em estoque

Bons fornecedores diminuem os prazos de entrega e permitem trabalhar com um estoque menor. Esse é um ganho importante de mencionar, pois significa um retorno quase imediato.

Uma empresa que mantém R$ 500.000,00 de estoque, por exemplo, e que consiga diminuir os prazos de entrega ao ponto de reduzir esse valor em 10%, gera R$ 50.000,00 a mais no caixa ao final do ciclo de venda — quando ela recebe dos clientes e não precisa usar esse valor para repor produtos.

Diminuição de riscos

Esse é outro benefício que já está evidente, mas também merece considerações. Isso porque é comum que as organizações foquem na lucratividade e no aumento das vendas. Contudo, a viabilidade de um negócio precisa ser medida em termos de:

  • lucratividade;
  • liquidez: não adianta um alto lucro se ele não está disponível em caixa;
  • segurança: problemas recorrentes também prejudicam a lucratividade e, em graus elevados, podem chegar a inviabilizar o negócio.

Como implantar uma rede homologada de fornecedores?

Com base em tudo o que relacionamos, é provável que você esteja se perguntando como colocar a homologação em prática. No entanto, devemos considerar que ela é apenas uma etapa da gestão de fornecedores.

Como dissemos, a rede permite formar um grupo em condições de prestar um bom atendimento, mas os seus integrantes ainda deverão ser qualificados e constantemente trabalhados. Essa é uma atividade constante de aprimoramento contínuo.

A etapa de homologação pode ser implantada com um planejamento simples, a determinação de responsáveis pelas tarefas necessárias e a definição dos critérios que serão utilizados para avaliar cada potencial parceiro.

Depois da criação da rede homologada de fornecedores, você precisa geri-la. Para tanto, é de grande ajuda contar com a tecnologia. Os sistemas de gestão de fornecedores são baseados em boas práticas de governança da área e agilizam os processos envolvidos.

Por isso, separamos um conteúdo complementar para você. Acesse e confira quais são os benefícios dos sistemas integrados para gestão de fornecedores!

Powered by Rock Convert

Torne seu negócio mais ágil e otimize seus resultados.

Solicite uma demonstração
English EN Portuguese PT Spanish ES