Por

6 de julho de 2020

4 min de leitura


Gestão de Fornecedores: As empresas que trabalham usando este processo, sabem que qualquer problema pode impactar uma série de processos.

A gestão de de fornecedores uma empresa depende da delicada integração entre todos os setores, incluindo os externos, como parceiros comerciais e fornecedores de produtos e matérias primas. Nesse artigo você conhece 5 desastres que você pode evitar com um bom sistema SRM.

Quem acompanha o blog da EFCAZ já compreendeu que levamos a gestão de fornecedores à sério. Afinal, um empreendimento não é feito em isolamento! Eea depende tanto de clientes quanto de empresas parcerias, comprometidas em entregar qualidade e seguir os combinados previamente estabelecidos em contratos.

No mundo ideal, apenas oferta e a demanda seriam suficientes para que uma gestão de fornecedores ocorresse sem maiores problemas.

Porém, como é possível certificar-se de que as empresas parceiras estão seguindo à risca alguns procedimentos que envolvem segurança, sigilo e cumprimento de regras estabelecidas por órgãos fiscais?

Conheça abaixo 5 desastres que uma boa gestão de fornecedores pode ajudar a evitar.

1 – Escândalos ambientais

A questão ambiental está a cada dia mais importante. O crescimento do desmatamento, o aumento do aquecimento global, o excesso de poluição e dos resíduos tóxicos nos rios e mares, são exemplos do tipo de informação que circula frequentemente entre diversas esferas sociais.

Todas essas questões tendem a crescer muito no futuro, gerando transformações nas exigências de uma clientela a cada dia mais preocupada com a saúde do planeta e disposta a pagar mais por empresas que cultivam um compromisso ambiental.

Da mesma forma, essa clientela pode se afastar e até rejeitar empresas que se envolvem em escândalos ambientais.

A grande questão é que mesmo com uma boa práticas ambientais, a parceria com empresas despreocupadas com essas questões pode se transformar em escândalos ou verdadeiras catástrofes, especialmente para empresas que trabalham com produtos farmacêuticos ou químicos.

Fornecedores para empresas cuja exigência sanitária é maior, precisam de uma gestão de fornecedores afinada com os propósitos de uma operação mais segura e transparente.

Uma gestão de fornecedores aprimorada é essencial para que os valores contratuais sejam mantidos pelas empresas parceiras. Isso inclui atualização frequente de documentação, mapeamento de processos para mitigar erros e, especialmente, checagem periódica das operações para garantir que a segurança sanitária está ocorrendo de maneira responsável.

2 – Escândalos de saúde pública

Mais grave do que os escândalos ambientais, são os que envolvem questões de saúde pública.

Especialmente empresas ligadas ao consumo humano – como os setores alimentícios e farmacêuticos – passam pelos critérios rígidos de saúde sanitária, para evitar que consumidores sejam intoxicados.

A gestão de fornecedores nesses casos é completamente vital. Não adianta apenas a empresa manter a sua fábrica livre de problemas, mas é preciso garantir que toda a rede de fornecedores mantenha os mesmos critérios, seguindo as agências sanitárias à risca, inclusive na hora de descartar os rejeitos industriais.

Como mostramos recentemente, a compliance empresarial no séc. XXI envolve a adoção de um compromisso para que as empresas parceiras mantenham uma cultura de transparência, consolida desde o momento do contrato.

3 – Escassez de produtos

Na hora de fechar um contrato com fornecedores, uma das cláusulas mais importantes redige a respeito da quantidade e da qualidade dos produtos que devem ser fornecidos todos os meses.

Sem esse compromisso, a sua empresa pode sofrer com falta de estoque ou de matérias-primas. Ainda que algumas vezes imprevistos possam ocorrer, a disrupção da cadeia de fornecimento não pode ser uma ocorrência constante.

Por isso, na hora de fundamentar a homologação de fornecedores, todas as exigências devem ser definidas e a empresa parceira deve certificar a sua capacidade de suprir as necessidades no prazo estabelecido. Atrasos podem ser prejudiciais e você pode ver-se na situação de justificar entregas não realizadas, obter prejuízo com retornos financeiros para clientes e ver abaixarem os índices de satisfação dos clientes.

Quando isso acontecer, não adianta dizer que a “culpa foi dos fornecedores”.

Além disso, é parte da estratégia da empresa manter um banco de fornecedores alternativos, previamente cadastrados, para que em situações de problemas sociais ou geolocalizados (como a pandemia de coronavírus demonstrou ser) a sua produção possa ser mantida.

4 – Problemas fiscais

Cada setor da produção empresarial possui determinados parâmetros legais para funcionar. Essas definições vão desde a gestão financeira, no caso de empréstimos e impostos, até o cumprimento de predisposições reguladoras de qualidade (como o ISO 9001).

Empresas que possuem problemas financeiros ou legais são, muito frequentemente, foco de escândalos envolvendo corrupção, fraudes e sofrem com o prejuízo de sua imagem pública.

Esse problema é resolvido com uma análise cuidadosa das documentações da empresa na hora da contratação e também com uma fiscalização constante, que pode ser feita por um sistema SRM automatizado, capaz de verificar a situação da empresa com órgãos fiscais em tempo real.

5 – Obsolescência

Uma empresa com a gestão de fornecedores desalinhada corre o risco de sofrer com a obsolescência, especialmente quando consideramos a velocidade em que o mercado contemporâneo muda.

O uso de arquivos de papel, por exemplo, para estocar notas e contratos, causa lentidão e letargia nos processos empresariais. É mais difícil tomar decisões rapidamente dessa forma.

A volatilidade constante exige soluções tecnológicas e mudanças na cultura empresarial. O caminho para uma gestão de fornecedores mais resiliente é indicado pela inovação e pela gestão da empresa enquanto uma entidade total, que abrange desde o relacionamento com os clientes até a comunicação saudável com as empresas fornecedoras.

Acreditamos que a transformação digital é o caminho ideal para uma gestão de fornecedores preparada para o mundo contemporâneo. É por isso que buscamos oferecer soluções dignas do séc. XXI para empresas de todos os tamanhos.

Nosso SRM para gestão de fornecedores de última geração, é preparado para subsidiar a rede de suprimentos com histórico de relacionamento e checagem automática com órgãos fiscais. Além disso, nosso banco de dados com milhares de fornecedores previamente classificados, em diversas áreas, promete acelerar muito a tomada de decisões quando é preciso agir rapidamente e com precisão.

Além disso, o CLM para gestão de contratos irá ajudar na tarefa de organizar e digitalizar documentos e até fechar contratos via internet com ajuda da assinatura digital.

Powered by Rock Convert

Torne seu negócio mais ágil e otimize seus resultados.

Solicite uma demonstração
English EN Portuguese PT Spanish ES